O Santuário

O estudo 10 examinou os 2300 dias do tempo profético de Daniel 8 o qual se iniciou em 457 A.C. com a Medo-Pérsia e terminou em 1844. Em Daniel 9 descobrimos que Deus previu com exatidão os anos do batismo e crucifixão de Jesus. Então, temos toda confiança que o evento final dos 2300 dias, a purificação do Santuário, viria conforme a predição do tempo, em 1844. Mas o que é o Santuário e por que ele é tão importante?

O SANTUÁRIO DO ANTIGO TESTAMENTO E SEUS SERVIÇOS

1. Qual era o propósito do antigo Santuário judeu e como era chamado o Santuário no Antigo Testamento? (Exodo 25:8)

“…E me farão um Santuário, para que Eu possa ____________ no meio deles…”

“…Farás o ____________________…”

NOTA: Os israelitas eram nômades no deserto do Sinai. Neste tempo Deus pediu que eles construíssem um Tabernáculo para que Ele pudesse habitar no meio do povo. O Santuário do Antigo Testamento consistia em três seções: O Pátio, o Lugar Santo e o Lugar Santíssimo. Cada uma destas seções tinha sua própria mobília: No Pátio estava o Altar da Queima e Oferecimento dos Sacrifícios. No Lugar Santo, estavam a Mesa dos Pães da Proposição, os Sete Castiçais e o Altar do Incenso. No Lugar Santíssimo, estava a Arca do Concerto, contendo os 10 Mandamentos. A Arca tinha uma tampa dourada chamada Tampa de Expiação ou Propiciatório a qual cobria a Lei. Sobre o Propiciatório estavam dois querubins, e entre eles estava a Glória Shekinah, a presença literal de Deus na terra.

2. Quando a pessoa desejava ser perdoada do pecado no Israel antigo, o que ela trazia ao Santuário? (Levítico 5:6)

“…Como sua  ____________ pela culpa, pelo pecado que cometeu…”

NOTA: O Santuário era o lugar onde o perdão dos pecados era obtido. O serviço do Santuário apontava para a remoção  (ou perdão) do pecado vindo do pecador e transferindo este pecado e sua recompensa (morte) para o substituto (o cordeiro). O pecador colocava suas mãos sobre a cabeça do cordeiro e confessava seu pecado. Então o pecador matava a ovelha no Altar das Ofertas Queimadas. O sangue do cordeiro era então aspergido antes do véu pelo Altar do Incenso no Lugar Santo. Desta maneira simbólica, o pecado cometido era então perdoado e era atribuído ao Santuário. Este trabalho de sacrifício era realizado pelos pecadores todos os dias; então se tornou conhecido como “diário.”

QUEM PROJETOU O SANTUÁRIO?

3. Foi Moisés que projetou o Tabernáculo e que características tinha este Tabernáculo? (Exodo 25:9, 40 e Hebreus 8:5)

“…Vê, pois, que tudo faças segundo o ____________ que te foi mostrado no monte…”

“…os quais ministram em ____________ e _____________ das coisas celestes…”

NOTA: Moisés não projetou o Tabernáculo do Antigo Testamento; ele o fez de acordo com o modelo mostrado a ele por Deus quando estava no Monte Sinai. Foi Deus quem projetou o Santuário. Moisés construiu seu Tabernáculo de acordo com o modelo do Santuário Celestial.

4. Quantos Santuários existem na Bíblia? (Hebreus 8:1-5)

“…como Ministro do Santuário, e do verdadeiro Tabernáculo, que o Senhor __________ , não o ___________ …”

NOTA: O escritor de Hebreus indica claramente que existem dois Santuários, um terrestre (o Tabernáculo e todos o serviços do Templo) e um Santuário Celestial. Este foi projetado e levantado pelo Senhor (o celestial), e o outro levantado por Moisés (o terrestre).

JESUS CUMPRE O SERVIÇO DO SANTUÁRIO

As três partes do Santuário – o Pátio, o Lugar Santo e o Lugar Santíssimo – indicam as três fases da salvação pelo ministério de Jesus, uma fase é simbolizada pelo Pátio, a segunda fase é simbolizada pelo Lugar Santo, e a terceira fase é simbolizada pelo Lugar Santíssimo.

5. Que fase do ministério de Cristo é simbolizada pelo serviço do Pátio? (Hebreus 9:26; João 1:29)

“…se manifestou uma vez por todas, para aniquilar, pelo _______________ de si mesmo, o pecado…”

“…Eis o ______________ de Deus, que tira o pecado do mundo…”

NOTA: Jesus, por Sua morte na cruz do Calvário, cumpriu o serviço do Pátio do Antigo Testamento. Ele se tornou o sacrifício do pecador: o Cordeiro de Deus. O povo não se sacrificava muito para oferecer um cordeiro a Deus quando confessava seu pecado, mas Jesus, o Cordeiro de Deus morreu por nossos pecados. O Pátio simboliza o sacrifício de Jesus. 

6. Quem é o Sumo Sacerdote do Santuário Celestial e como é cumprido o Seu ministério neste lugar? (Hebreus 4:14  e 9:24)

“…__________ , o Filho de Deus…”

“…Porque Cristo não entrou em Santuário _________ por ________, figura do verdadeiro, mas no mesmo ________, para comparecer, agora, por _______ diante de Deus…”

NOTA:  No Santuário Celestial existe somente um sacerdote, Jesus. Ele não é outro senão o Cordeiro de Deus, Jesus. Em Sua ascensão, Jesus entrou no Lugar Santo do Santuário Celestial, onde Ele aparece na presença de Deus por nós. Quando nós pecadores confessamos nossos pecados e aceitamos a morte e ressurreição da vida de Jesus como nossa própria, Jesus está no céu reclamando nosso perdão do pecado através de Seu sangue. Resumindo então, temos que o Pátio representa o serviço de sacrifício de Jesus e o Lugar Santo o Seu trabalho de intercessão.

7. Como o apóstolo Paulo indica que os indivíduos são restaurados para um relacionamento correto com Deus? (Romanos 5:10)

“…fomos reconciliados com Deus mediante a ________ de seu Filho…seremos salvos pela sua _________…”

NOTA: Estes dois aspectos do ministério de Jesus no Santuário são cumpridos por Jesus. Ele é o único que pode restaurar completamente uma pessoa à um relacionamento correto com Deus.

8. Quantos mediadores existem entre Deus e a humanidade nos tempos do Novo Testamento? (I Timóteo 2:5)

“…Porquanto há __________ Deus, e _________ Mediador entre Deus e os homens, __________________, homem…”

NOTA: Nos tempos do Novo Testamento não era mais preciso um sistema de sacerdócio terrestre. Depois que Jesus morreu na cruz e ressuscitou, o ministério do Grande Sumo Sacerdote começou. Não existe, contudo, nenhum outro mediador entre Deus e a humanidade, exceto Jesus.

O DIA DA EXPIAÇÃO

Enquanto o serviço no Pátio e Lugar Santo era realizado todo dia, o serviço no Lugar Santíssimo era realizado uma vez por ano. Então, enquanto o anterior era conhecido como “diário”, o ultimo era conhecido como “anual”. O serviço do Dia da Expiação é a terceira e final fase do ministério de Jesus. Vamos examinar os eventos deste, o mais solene dia na vida do Israel antigo.

9. O que acontecia ao Santuário no Dia da Expiação? (Levítico 16:29, 30)

“…porque naquele dia se fará expiação por vós, para ____________________…”

NOTA: O propósito do dia da Expiação era purificar os pecadores e o Santuário. A purificação do Santuário era obtida através do serviço no Lugar Santíssimo.

10. Quantos bodes eram escolhidos no Dia da Expiação e o que representavam estes animais? (Levítico 16:5 e 8)

 “…tomará ________ bodes para a oferta pelo pecado…lançará sortes sobre os dois bodes: uma para o ___________, e a outra, para o _______________________…”

NOTA: Um bode era escolhido para ser oferecido ao Senhor, o outro era para ser o bode expiatório, ou era escolhido para Azazel. Azazel era outro nome dado a Satanás. Então, neste dia em particular dois bodes eram escolhidos, um para o Senhor e outro representava a Satanás.

11. O que acontecia ao bode para o Senhor? (Levítico 16:9 e 15)

“…Arão fará chegar o bode sobre o qual cair a sorte para o Senhor, e o oferecerá por ___________ pelo ____________…”

“…e trará o seu ___________ para dentro do véu…aspergi-lo-á no _________________, e também diante ______________ …”

NOTA: A tampa do Propiciatório, também conhecida como tampa de misericórdia, ficava dentro do Lugar Santíssimo.  (perceba que esta é a única vez a cada ano que o sumo sacerdote  entrava no Santo dos Santos). Um pouco deste sangue era aspergido sobre o Altar do Incenso, e outro tanto era aspergido sobre o Propiciatório.

12. A aspersão do sangue do bode do Senhor sobre o propiciatório era para fazer expiação para qual parte do Santuário e por que este lugar precisava ser purificado? (Levítico 16:16)

“…Assim fará expiação pelo __________________…por causa das ________________ dos filhos de Israel,  e das suas __________________, e de todos os seus pecados….” 

NOTA: Perceba novamente que o sumo sacerdote está no Lugar Santíssimo, mas ele está fazendo uma expiação pelo Santuário ou Lugar Santo. A razão pela qual o sumo sacerdote entrava no Lugar Santíssimo era para purificar o Lugar Santo de todos os pecados dos filhos de

Israel que tinham sido transferidos para lá por todo o ano através do serviço do Lugar Santo.

13. O que acontecia ao bode vivo quando o serviço de purificação do Santuário era completado? (Levítico 16:20, 21)

“…e sobre ele confessará todas as iniqüidades dos filhos de Israel, todas as suas transgressões e  todos os seus pecados; e os porá sobre a cabeça do bode, e enviá-lo-á ao ____________, pela mão dum homem à disposição para isso…”

NOTA: Perceba que o bode de Satanás nunca era morto. Somente Jesus arca com a pena do pecado (morte). O bode vivo somente entra em cena quando o serviço do Santuário estava completo – o serviço de salvação estava acabado! Esta remoção do pecado do Santuário é o ato final do serviço do Santuário. A cerimônia mostrava simplesmente que Satanás é o agente responsável final do pecado. A fim de que Jesus removesse o pecado do Santuário, um serviço de julgamento era necessário. Isto porque este serviço no Israel antigo era conhecido como o dia do julgamento. Este era o mais solene dia na história de Israel, porque os israelitas sabiam que seus pecados estavam sendo removidos do Santuário. 

(1360)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *