A PRÁTICA DA MEDITAÇÃO – 2

Vamos começar com a seguinte orientação: “No estudo diário o método de estudar versículo por versículo é muitas vezes o mais eficaz. Tome um versículo, concentre o espírito em descobrir o pensamento que Deus ali pôs para ele, e então se demore nesse pensamento até que se torne seu também. Uma passagem estudada assim até que sua significação esteja clara, é de muito mais valor do que o manuseio de muitos capítulos sem nenhum propósito definido em vista, e sem nenhuma instrução positiva obtida… Leitura apressada e superficial, e a mente perde a sua capacidade para um pensamento contínuo e vigoroso.” – Ed., 188.

Vamos praticar escolhendo um capítulo e lendo-o completamente para que possamos nos inteirar do seu conteúdo. Depois vamos selecionar dele dois ou três versículos e meditar sobre eles. Vamos escolher II Crônicas 20. Leia todo o capítulo para se inteirar do seu conteúdo. Caso queira fazer um exame mais aprofundado, comece pelo capítulo 17. Perceba que Josafá se preparou para a guerra em tempo de paz, organizou um exercito, restaurou o sacerdócio, estabeleceu um bom sistema de comunicação, nomeou juízes e recomendou que julgassem segundo a vontade de Deus. Em suma, construiu a sua base em tempo de bonança e, quando a crise bateu à sua porta, ele a administrou dentro da visão do Senhor.

Lembre-se: Crise vai e crise vem para se ver quem é quem.

Bem, vamos então selecionar três versos para a meditação. Versos 6, 9 e 12.

“E disse: Ah! Senhor, Deus de nossos pais, porventura, não és Tu Deus nos Céus? Não é tu que dominas sobre todos os reinos dos povos? Na Tua mão está força e o poder, e não há quem possa resistir.” II Crôn. 20:6.

Qual é o desafio? Aprendemos que devemos tomar um versículo, concentrar o pensamento, ou seja, meditar a fim de descobrir o pensamento que Deus colocou ali, e então nos demorar meditando nele até que se torne a mensagem de Deus para nós.

Uma boa maneira de começar é fazer perguntas ao texto. Então, perguntamos a II Crôn. 20:6: Quem é o Senhor dos Céus e da Terra? Quem é o grande dominador universal? Na mão de quem está toda a força e poder? Agindo Ele, alguém poderá impedir?

Concentre todos os seus sentimentos e energia para descobrir a vontade de Deus. Elimine todas as impressões que vêm de você mesmo, de outras pessoas ou de qualquer outra origem, e submeta-se à total direção do Espírito Santo para entender o programa de Deus para a sua vida hoje, transmitido por meio de II Crôn. 20:6.

Lembre-se: “Um verdadeiro conhecimento da Bíblia só se pode obter pelo auxílio daquele Espírito pelo qual a Palavra foi dada.” – Ed., 188.

A oração e o estudo da Bíblia andam juntos. Deus me fala pela Bíblia e eu reajo ao que Ele me fala por meio da oração. Vamos continuar meditando e buscando a voz de Deus na Sua Palavra. Faça agora o mesmo processo com os versículos 9 e 12.

Verso 9: “Se algum mal nos sobrevier, espada por castigo, peste ou fome, nós nos apresentaremos diante desta casa e diante de Ti, pois o Teu nome está nesta casa; clamaremos a Ti na nossa angustia, e Tu nos ouvirá e livrarás.”

Vamos interagir com o verso. Que perguntas devemos fazer para descobrir o que Deus quer nos dizer? Quando estou angustiado, a quem devo clamar? Será que Ele vai me ouvir? Que certeza tenho de que Ele vai me livrar? Faça agora outras perguntas ao verso, repetindo o mesmo processo do verso 6. Permita que Deus lhe dê as respostas. Procure ouvir a voz do Senhor.

Verso 12: ”Ah! Nosso Deus, acaso, não executarás Tu o Teu julgamento contra eles? Porque em nós não há força para resistirmos a essa grande multidão que vem contra nós, e não sabemos nós o que fazer; porém os nossos olhos estão postos em Ti.”

Agora, faça você mesmo as perguntas e comece a interagir. Ouça a resposta de Deus para você pessoalmente.

Percebeu como o estudo da Bíblia ficou mais pessoal, atraente e poderoso? Viu como é fácil ouvir a voz de Deus claramente revelada a você? Coloque esses princípios em prática diariamente.

 

 

 

 

(122)

Comments

comments

Powered by Facebook Comments